quarta-feira, junho 13

"Causos" do Santo Antônio

Que hoje é dia de Santo Antônio todo mundo sabe né? Mas antes de mostrar algumas fotinhos da jantinha de ontem vou contar uma historia para vocês que envolve o santo casamenteiro e o meu casamento.

Já contei que não tenho religião e não acredito em santos. Para os mais velhos e do interior (leia-se minha avó Guilhermina) tem que casar cedo né? Eu havia ganhado da minha mãe por brincadeira um Santo Antônio, pois eu nunca apresentava um namorado para ela, eu já estava com 19 anos (???) o que eu queria mais era curtir a minha vida. Dai minha vó pegou este Santo escondido de mim e colocou o dito cujo no congelador da geladeira e disse que só tiraria ele de lá se eu encontrasse um namorado sério, rsrsrsrs. Isto eu só fiquei sabendo depois que contei do Leandro lá em casa. Segundo ela isto deveria acontecer até o dia de São João (nem sei se isto é verdade mesmo) que dai seria duradouro.

E não é que no dia de São João fui em uma destas festas juninas e meia de porre acabei ficando com o Leandro, meu marido. Já o conhecia  a mais tempo mas nunca havia me interessado, achava ele legal e ponto. Não sei se foi pela mandinga da minha vó, mas sei que a partir daquele dia acabei vendo ele de outra forma, e estamos juntos até hoje. Sempre brinco que estou com ele por causa da "macumba" da vó Minda, por isto vou ter que aguentá-lo para sempre. Kkkkk. Mas se for como ela contou que seja eterno enquanto dure!

Causos à parte vou mostrar um pouquinho da noite de ontem. Eu e o marido combinamos de não trocar presentes mas que curtiriamos a noite à dois. Tentei ir mais cedo para casa e dar uma ajeitada, banho na Maria, esconder o cartão fofo que eu fiz e já ir preparando a janta, que teve como prato principal filé à parmegiana (comida preferida do marido).

Então que quando encontro o Leandro, lá estava ele com rosas vermelhas (todo ano ganho rosas e amo!)


Então caprichei no jantar filé à parmegiana (depois posto a receitinha):

Antes de ir ao forno, depois eu já tinha tomado umas taças de vinho e nem lembrei de fotografar o depois!

E dei uma ajeitadinha na mesa:

Não ficou das melhores, mas deu para quebrar o galho e até que ficou bonitinha né?

E o cartão!


Fiz tudo correndo, mas valeu a pena, curtimos uma noite bem gostosa e namoramos muito!

Ah esta semana mostro o quartinho da Maria, chegou a cama hoje, mas falta organizar algumas coisas. Só uma coisa me deixou meia triste, acredito que calculei mal o espaço e como a cama é box com baú ficou muito alta (bem alta), dai ficou meio disproporcional pois o quarto não é muito grande.

Beijos e um bom restinho de semana à todos!

4 comentários:

Tatá disse...

Olha que história legal!!! Não sabia dessa!!!

Bjsss

Kinha disse...

Adorei a história da macumbinha, rs

Marcela Pontes disse...

Gata, a macumba da tua avó é porreta hein! hahahah
Adorei!
Bjkssss

Monalisa Melo (Entre, a casa é minha ) disse...

Achei linda sua história. Eu já gosto de santinhos, e sempre que preciso recorro a eles. Sempre me ajudam. Adoro fazer noveninhas e tudo.
Querida, meu marido também adora bife a parmegiana, mas tenho uma preguiça de fazer pra ele... tadinho! Coloca a receitinha sua vai que é mais fácil que a minha ...rs...
Beijinhos amore, ficou linda sua mesinha toda arrumadinha, cheia de love.