quarta-feira, maio 7

O dia que não deveria ter existido e Utilidade Pública Manobra de Heimlich

Como nem tudo é mar de rosas... sabe aquele dia que não deveria ter acontecido, pois é este é o meu. Então por isto hoje não vou postar as almofadas, mas amanhã posto, hoje estou sem cabeça para o assunto. Eis o motivo...

Hoje acordei feliz e fui direto tomar um banho para revigorar. Chuveiro com água morninha... Hummm que delicia, passo shampoo no cabelo e... Do nada o chuveiro fica gelado (sim queimou) depois a água abundante vai ficando ralinha... e sim acabou a água! E eu já p*** revoltada e com uma TPM de arromba! resolvo me vestir e esperar a Maria acordar para ir na minha mãe tomar banho. Eis que bate na porta e a síndica avisando que hoje iria faltar água já que irão trocar as caixas d'água do prédio. Infelizmente já havia notado que estava faltando água. Detalhe já sabiam a mais dias e esqueceram de contar para nós! VIVA!!!!

Então fui na casa da minha mãe terminar meu banho. Voltei revigorada  até o mau humor já havia passado e quando sai de lá para levar a Maria na pediatra a duas quadras da casa da minha mãe eis que a Maria engasga com uma bala (aquelas molinhas de iogurte) que havia pegado na mãe. Que desespero!!! Gente parei o carro na rua (nestas horas vejo como sou iluminada, poderia ter causado um baita acidente), corri e nem sei como tirei rápido a guria da cadeirinha, nisto um rapaz já chamou um policial que estava na rua e uma senhora chamou um dentista que tinha o consultória na frente de onde parei. Por sorte me lembrei de uma manobra que havia aprendido em um dos cursos de primeiros socorros que fiz e já consegui tirar a bala antes mesmo do policial e do dentista chegarem perto de nós. Que desespero, ver a filha engasgando, ficando bem vermelhinha, quase roxinha. Depois que passou e vi a bala no chão me desabei a chorar, pois não é fácil. Tadinha da Maria passou o resto da manhã se desculpando, e eu dizendo que ela não tinha culpa.

Cheguei a conclusão que todos os pais devem ter curso de primeiros socorros, achei interessante contar aqui no blog e deixar esta dica da manobra, pois segundo o policial, foi a rapidez e a forma correta de fazer que salvou a minha pitoca, e muitos pais ficam em choque e fazem errado ou nem fazem. Veja só a manobra, recomendado só para crianças maiores e adultos, bebês a manobra é diferente!

Inicie abraçando a pessoa pela cintura firmando os punhos entre as costelas e o abdome. Puxe a pessoa para cima e em sua direção, rápida e vigorosamente. Aplique as compressões repetidamente até conseguir fazer a pessoa expelir o objeto! Certifique-se que a pessoa esteja realmente com dificuldades para respirar. Alguns sinais são característicos: ela tenta falar e a voz não sai. Começa a ficar agitada e confusa, levando as mãos para a garganta. A pele pode mudar de cor, passando a ficar azulada o que indica baixa oxigenação do sangue.

A asfixia pode levar a vida de uma pessoa em apenas 4 (quatro) minutos. A manobra de Heimlich pode ser útil e salvar uma vida quando um corpo estranho bloqueia a passagem de ar para os pulmões. Quando algo bloqueia a passagem de ar, não há tempo suficiente para esperar pela chegada de um socorro médico. A pessoa mais próxima precisa agir rapidamente!

Fonte: http://pt.slideshare.net/toupeira/engasgo-socorros-manobra-heimlich

Bom dica dada, espero que amanhã o dia seja bem diferente!

 Abraços,

5 comentários:

Ana Claudia disse...

Oieee, ficar sem água no banho é demais... rsrs
passei para deixar um beijinho...
Tem sorteio no blog, passa lá
Beijos

Gabriela Rodrigues disse...

Que desespero!!! Graças a Deus vc sabia como fazer e foi rápida....!!!!

Beijos!!!

Ju Dalzoto disse...

Tássia querida, que sufoco!
Só em ler o seu post eu já fiquei aqui com aperto no peito! Li e reli o procedimento na ânsia em aprender mas rezando para nunca precisar usá-lo com medo enorme de não ter sucesso!

Nossa, que sufoco (repito)!
Ainda bem que deu tudo certo!!! Dias como este realmente não deveriam existir!

Tadinha da Maria! Deve ter ficado assustado tb! Sorte que tudo ficou bem!

Olha, tb queria dizer que é muito bom ter contato com vcs novamente através do blog! Estava morrendo de saudades!!!

Aproveito pra te desejar um Feliz Dia das Mães!!! Super beijo e um domingo super especial ao lado da filhota!

Beijão
Ju

Eu que fiz... ou quase isso disse...

Oi Tássia, nossa não tinha lido este post,q ue susto hein!!, Sabe que a Rafaela tb engasgou com um mini pedaço de osso de frango quando pequena, eu não sabia fazer esta manobra, minha mãe chegou a pegar no ossinho, as soltou e se não fosse uma tia meu Deus hoje a Rfa não estaria aqui, estou com frio na barriga pelo seu relato e acho que vc fez uma coisa útil do episódio sofrido que vc fez, pois fazer relembrar estas coisas é importante, pois as vezes até sabemos mas na hora apagamos, por isso é bom ter um curso como vc falou, bjs pra vc e e sua pituca.

Gélia

Elza Carrara disse...

Tássia, faz tempo que não passo por aqui, mas que susto, hein?!
Isso nunca aconteceu com meus meninos, mas quando eu era pequena, minha mãe não me deixava chupar aquelas balas muito duras, pois ela tinha medo da gente engasgar, mas quem diria que uma bala de iogurte também poderia fazer isso, não? A gente tem que estar sempre alerta mesmo, assim como vc estava e pensou rápido. Parabéns!!! Depois que tudo passa é que vem o choro, não é?! Tadinha da Maria e de vc :(
bjs